Iemanjá


iemanja_3.jpg


Iemanjá - Rainha das água e Mares


Iemanjá deusa da nação de Egbé, nação esta Ioruba onde existe o rio Yemojá (Iemanjá). No Brasil, rainha das águas e mares.


Orixá muito respeitada e cultuada. É tida como mãe de quase todos os Orixás. Por isso a ela também pertence a fecundidade.


Em todos os lugares, no dia 2 de fevereiro ou no ano novo são realizadas homenagens a grande mãe Iemanjá. É protetora dos pescadores e jangadeiros.


Mãe da maioria dos Orixás é considerada a dona da maternidade, do casamento, família e Mamãe Universal. Este Orixá reina nas águas do mar e tudo que está relacionado a ele, peixes, crustáceos, estrelas, algas, vegetais e outros,



Detalhes do Orixá


Saudação: Omio Odô.

Dia da Semana: Sexta-feira

Número: 08 e seus múltiplos

Cor: azul claro

Guia: toda azul claro  para boci, azul claro com branco para bomi.

Oferenda: canjica branca, cocada branca e mel.

Adjuntós: Iemanjá Bocí com Ogum Adiolá, Oxalá bocum e Oxalá Dacum, Iemanjá Bomí com Oxalá Jobocum ou Oxalá de Orumiláia, Nanã Burukun com Oxalá Jobocum.

Ferramentas: todos adornos femininos em prata, peixe, leque, caramujos, barco,âncora, leme, conchas, lua, moedas e búzios.

Ave: Galinha branca e pata branca.

Quatro pé: ovelha



Sincretismo Religioso


Iemanjá Bocí e Iemanjá Bomí: Nossa Senhora dos Navegantes

Nanã Burukun: Nossa Senhora Sant’Ana.



Os Arquétipos (filhos)


As pessoas de Iemanjá são sérias e impetuosas, dominam a todos e fazem-se respeitar. Dificilmente perdoam os erros dos semelhantes.


Gostam de testar as pessoas. Seu temperamento é muito difícil, são bravas, nervosas, mas possuem um coração grandioso, são dedicadas aos parentes e amigos, preocupam-se com os outros e consigo.


Gostam de coisas luxuosas. São honestas, gostam da casa e da família, são ótimas esposas, mães ou pais.


São gentis, compreensivas, sensíveis, frágeis e apegadas à família. Honestas e educadoras das crianças. Muito simples e organizadas. Seu coração é bondoso e são muito determinadas. Tem um humor variável.


Super vaidosas, principalmente com os cabelos.


Seus filhos têm uma postura altiva e elegante, nariz arrebitado, estatura média, maçã do rosto cheia e rosto comprido.



Lenda


IEMANJÁ (YEMOJÁ)

Yemojá na África


Iemanjá, cujo nome deriva de Yèyé omo já (“Mãe cujos filhos são peixe”), é o orixá dos Egbá, uma nação iorubá estabelecida outrora na região entre Ifé e Ibadan, onde existe ainda o rio Yemojá.


As guerras entre nações iorubas levaram os Egbá a emigrar na direção oeste, para Abeokutá, no início do século XIX. Evidentemente, não lhes foi possível levar o rio, mas, em contrapartida, transportaram consigo os objetos sagrados, suportes do àsè da divindade, e o rio Ògùn, que atravessa a região,tornou-se, a partir de então, a nova morada de iemanjá. Este rio Ògùn não deve, entretanto, ser confundido com Ògún, o deus do ferro e dos ferreiros, contrariamente à opinião de numerosos autores que escreveram sobre o assunto no fim do século passado